Mercado de Trabalho: Falta de informação dificulta inserção de jovens com deficiência

É direito. Por lei, as pessoas com deficiência têm garantida a participação no mercado de trabalho, seja pela Lei de Cotas (Lei 8.213 de 24/07/1991) ou pela Lei da Aprendizagem, para os jovens com deficiência. A falta de informação por parte das empresas e das pessoas com deficiência contribui para que a conta não feche.

 

Estima-se que, no Brasil, mais de 7 milhões de pessoas com deficiência estejam em idade produtiva. Mas, grande parte desse público desconhece os próprios direitos e as demandas criadas pela legislação. E outro fato que dificulta a inserção no mercado são as empresas que tratam a inclusão da pessoa com deficiência, apenas como uma obrigatoriedade. 

 

Para a coordenadora interina do Centro de Formação e Qualificação da APAE Batatais, Natália Batista, a obrigatoriedade ainda não é capaz de estabilizar o mercado. “Ainda existem empresas que descumprem a lei, outras a cumprem, mas o ideal seria pensarmos a inclusão no âmbito social, não como algo obrigatório. Essas empresas estão contratando pessoas, não a deficiência”, afirma Natália.

 

Segundo ela, a informação e a qualificação são as soluções para esse impasse no mercado. “Na APAE Batatais trabalhamos em uma via de mão dupla, preparando jovens com deficiência para o mercado de trabalho e orientando as empresas que querem contratar ou ainda não contrataram”, esclarece a coordenadora.

 

Formação e qualificação profissional

 

As primeiras iniciativas da APAE Batatais na formação e qualificação de pessoas com deficiência datam de 1977. Atualmente, a instituição atende 47 jovens e adultos com deficiência, com idade mínima de 15 anos. Desse total, 30 aprendizes estão em formação e outros 17 estão inseridos em diversas empresas do município.

 

Para participar dos programas da APAE Batatais é necessário que os aprendizes sejam encaminhados por meio dos serviços da rede municipal de assistência social, educação e saúde ou pelos serviços da APAE. Uma equipe multidisciplinar realiza uma avaliação diagnóstica e de perfil e encaminha os aprendizes para a iniciação ou qualificação profissional.

 

O serviço conta com três frentes de atuação: Programa de Preparação e Orientação; Programa de Formação e Qualificação Profissional; e Programa de Apoio à Inclusão. As empresas interessadas em contratar jovens ou adultos com deficiência devem entrar em contato com a instituição pelo telefone (16) 3661-6000.

Fonte: Assessoria de Comunicação FEAPAES-SP
Cadastrada em: 26/04/2019 10:41:56
curta nossa fanpage
editais
onde estamos

FEDERAÇÃO DAS APAES DO ESTADO DE SÃO PAULO

Rua Tomaz Pedro do Couto, 471 - Distrito Industrial

CEP: 14406-065 - Franca - SP

Fone: 16 3403-5010

Fax: 16 3403-5015

E-mail: feapaes@feapaesp.org.br

Federação das APAEs do Estado de São Paulo

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença da FEAPAE-SP