APAE de Franca realiza aplicação de botox em pacientes

O botox, substância geralmente utilizada para amenizar rugas e marcas de expressão facial, tem sido aplicado para ajudar no desenvolvimento muscular de pessoas com deficiência atendidas pela APAE de Franca.

 

Segundo a fisioterapeuta da instituição, Luciana Rinaldi Dias, o paciente recebe o botox em um músculo, que fica relaxado devido à ação da toxina. “Isso facilita na fisioterapia, a mobilidade melhora, os movimentos ficam mais abertos e a recuperação é mais rápida” afirmou a profissional.

 

Segundo Luciana, muitos pacientes devido ao grau de deficiência, ficam com a musculatura extremamente rígida o que dificulta o trabalho de fisioterapia, por exemplo. “Na medicina isso é chamado de “espasticidade”, ou seja, distúrbio de controle muscular que é caracterizado por músculos tensos ou rígidos e uma incapacidade de controlar a musculatura”, disse a fisioterapeuta.

 

Com a aplicação da substância, o músculo relaxa e a terapia fica mais eficiente ampliando a capacidade de reabilitação. Segundo o neurologista José Umberto Jacinto, o tratamento faz com que o paciente tenha uma melhora expressiva na qualidade de vida. “Tem crianças que chegam aqui com a musculatura tão rígida que mal conseguem andar ou que tem dificuldade de fazer a higiene íntima. Com o tratamento podemos observar que a melhora foi muito grande. Algumas que nem caminhavam, mesmo com um pouco de dificuldade, hoje andam”, disse Jacinto.

 

O neurologista é um dos responsáveis por conseguir que o tratamento fosse feito dentro da APAE. “Antes nossas crianças precisavam ir até o Hospital das Clínicas em Ribeirão Preto, um dos poucos locais onde a aplicação é feita. Mas isso não era bom porque o ideal é que a fisioterapeuta acompanhe todo esse processo e isso não era possível. A APAE conseguiu que uma neurologista de Franca, a Dra. Thaisa Mourão Vasconcelos de Mattos, que tem habilitação para esse tipo de tratamento, fizesse as aplicações dentro da instituição. Ela faz isso de graça e ajuda muito nossos pacientes”, disse José Umberto.

 

Com a aplicação feita dentro da APAE, as fisioterapeutas podem acompanhar o procedimento e indicar, de acordo com cada paciente e seu grau de deficiência, qual músculo deve receber a toxina. Com o tratamento direcionado, a melhora é mais rápida.

 

O uso do botox é um tratamento caro, mas as despesas são custeadas pela Secretaria Municipal de Saúde. "Depois da aplicação, nós fazemos todo o trabalho de reabilitação com o objetivo de melhorar a qualidade de vida do paciente", diz Luciana Dias.

 

A aplicação é feita em média a cada três meses, tempo em que a toxina fica agindo na musculatura. Segundo a fisioterapeuta, para que o trabalho tenha resultados, os exercícios devem ser feitos também em casa com o auxílio dos familiares.

 

BALANÇO

 

Em 2014, 26 pessoas foram atendidas neste projeto. Para este ano, mais 20 serão avaliadas para iniciar o tratamento. São mais de 15 funcionários, entre terapeutas ocupacionais, psicólogos e fisioterapeutas trabalhando para a recuperação do paciente.

Fonte: APAE de Franca
Cadastrada em: 21/01/2015 10:16:29
curta nossa fanpage
editais
onde estamos

FEDERAÇÃO DAS APAES DO ESTADO DE SÃO PAULO

Rua Tomaz Pedro do Couto, 471 - Distrito Industrial

CEP: 14406-065 - Franca - SP

Fone: 16 3403-5010

Fax: 16 3403-5015

E-mail: feapaes@feapaesp.org.br

Federação das APAEs do Estado de São Paulo

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença da FEAPAE-SP